Evolve Fitness Concept

O segredo para perder peso

O segredo para perder peso e diminuir o perímetro abdominal está no treino e na alimentação.

Perder peso pode não ser uma tarefa fácil. Muitas pessoas tentam perder peso sem qualquer acompanhamento. Começam a fazer caminhada ou corrida mas à mesa mantém os mesmos hábitos.

Realmente, com o início do treino, o gasto calórico aumenta. No entanto, o corpo adapta-se muito rápidamente a qualquer atividade física e pode estagnar o resultado.

Quer perder peso já?

Por exemplo, se anda todos os dias 3000 metros a pé, é possível que acabe por não se cansar pois o seu corpo já captou esse estímulo e o metabolismo adaptou-se.

Por essa razão, é necessário dar ao corpo estímulos diferentes para que consiga queimar gordura e finalmente perder peso.

Nesse caso, o treino personalizado é o ideal para si. O treinador pode utilizar a metodologia de treino intervalado adaptando a intensidade do mesmo à sua individualidade. É neste tipo de intensidade, que irá queimar gordura o mais rápido possível e de forma duradoura.

Saiba como!

Por vezes, perde peso mas perder barriga é a última coisa. Nesse caso, necessita de perder perímetro abdominal. Pode conjugar exercício cardiovascular (caminhada, corrida, bicicleta, natação) com exercícios de tonificação que envolvam trabalhar o máximo de músculos (exercícios poliarticulares). E claro, aliar a alimentação saudável.

Portanto, os segredos para perder peso e perder barriga são:

- Fazer exercício físico pelo menos 45 minutos, 4 vezes por semana.

- Fazer atividades que o(a) motivem.

- Estacionar o carro mais longe do que o habitual.

- Comer várias vezes ao dia.

- Beber 2 litros de água por dia.

- Evitar bolos e sobremesas, principalmente como snack.

- Tirar o pão das principais refeições.

- Evitar refrigerantes.

- Não ir ao supermercado com fome.

- Ser paciente e positivo(a).

É fácil perder a barriga, comece já!

Tenha uma experiência em treino personalizado e faça o difícil parecer fácil. Nós podemos ajudar a consegui-lo!

Texto de Luísa Raposo