Evolve Fitness Concept

Saltar à corda, muito mais que um jogo

Saltar à corda já não é mais só um jogo de crianças durante o recreio. Esta atividade física de alta intensidade é um dos exercícios cardiovasculares mais completos que pode imaginar. Quando saltamos à corda, melhoramos a resistência, aumentamos a coordenação e a velocidade, tonificamos os abdominais, queimamos gordura e libertamos stress acumulado durante o dia-a-dia.

Como posso melhorar o meu treino?

A Personal Trainers mostra-lhe os benefícios de saltar à corda:

Ajuda a perder peso. Em cada salto intervêm praticamente todos os músculos do corpo. Tanto que 10 minutos de saltos com a corda são geralmente equivalentes a cerca de 30 minutos de jogging contínuo.
 
Aumenta a resistência. Salto a salto estará a melhorar a capacidade aeróbia, uma vez que, saltar à corda é um dos exercícios mais potentes. Melhora a circulação sanguínea, é benéfico para o coração e aumenta a capacidade pulmonar, logo a resistência aumenta.

Melhora a coordenação e o equilíbrio. Certamente notou a velocidade com que os boxistas movem seus pés, certo? Esta agilidade também pode ser treinada e a corda é o instrumento mais adequado. Melhorar o equilíbrio e a coordenação também é importante em muitas outras disciplinas, como correr, onde a agilidade nas pernas e nos tornozelos é fundamental para melhorar o desempenho e a velocidade.

Mude a rotina. Saltar é divertido, desinibe, liberta stress e relaxa. Além disso, permitirá que descanse da sua rotina de treino com uma atividade diferente, mas ao mesmo tempo intensa e com múltiplos benefícios para sua saúde.

Até onde pode chegar? Lembre-se de que a altura não é importante. Não é necessário querer tocar a lua em cada um dos saltos, mas é importante saltar corretamente. Na verdade, aumentar cerca de 5 centímetros em cada salto é mais que suficiente para que o exercício seja efetivo.

Aqui estão algumas dicas para obter o máximo da sua rotina de corda:
 
1.    Olhe sempre para a frente e mantenha as costas direitas, irá evitar lesões cervicais.
 
2.    Faça a volta da corda com os pulsos, não com os braços. Certifique-se de que seus cotovelos estão ligados ao corpo.
 
3.    Ao saltar, dobre ligeiramente os joelhos para amortecer o impacto.
 
4.    Siga um ritmo constante.
 

Nós podemos ajudar a melhorar o seu treino, saiba como!

Texto de Rita Abreu