Evolve Fitness Concept

Obesidade e Exercício Físico

Atualmente, a obesidade e o excesso de peso são considerados problemas de saúde pública na maioria dos países desenvolvidos, tendo repercussões não apenas físicas mas também psicológicas, sociais e económicas.

Em termos de classificação e usando o Indice de Massa Corporal (IMC) um indíviduo é considerado obeso se tiver um IMC superior a 30Kg/m2.

Sabemos que a obesidade é um dos principais factores de risco para outras patologias como diabetes tipo II, hipertensão arterial, artropatias, cardiopatias, além de estar associado a baixa auto-estima e diminuiçãoo da capacidade de trabalho.

Sendo claro para todos que urge combater esta epidemia.

E existem para tal variadíssimos programas de controlo e redução de peso.

Um programa perfeito é aquele que possibilita uma diminuição da massa gorda (gordura) e manutenção ou aumento da massa magra (massa isenta de gordura).

Nesta base, qualquer programa de controlo de peso deve:

-contemplar a realização de dieta com características específicas e ajustadas a cada indivíduo

-incluir alimentos aceitáveis em termos de gosto, custo e facilidade de aquisição

-proporcionar um equilíbrio calórico negativo ocasionando uma perda de peso gradual (no máximo, 1Kg/semana)

-incluir um programa de exercício com treino de força e treino cardiovascular.

-Ponderar a tomada de precauções para que os novos hábitos alimentares e de exercício físico se mantenham por toda a vida.

Quer saber qual o melhor programa para si?

Contacte-nos para ter o programa ajustado às suas necessidades.

Texto Rui Madeira

- American College of Sports Medicine (1999). Position Stand. Proper and Improper weiht loss programs. Ed. 5 Baltimore, Williams and Wilkins

- Horta, L. (1996). Nutrição no Desporto. Editorial Caminho, Lisboa.

- McInnis, K.J. (2000). Exercise for obese clientes: Benefits, Limitations, Guidelines. ACSM´s Health anf Fitness Journal, 4 (1): 25-31.

- Tavares, C., Raposo, F., Marques, R. (2006). Prescrição de Exercício em Health Club. Ed. 4. A. Manz. Lisboa