Evolve Fitness Concept

A prevenção de lesões no ténis

Temos assistido a uma crescente prática de desportos que eram considerados de elite. Golfe, vela e ténis são desportos a que cada vez mais pessoas têm acesso e aderem, no entanto, por serem desportos muito técnicos frequentemente surgem lesões.

Neste sentido parece-nos importante delinear estratégias de prevenção de algumas das lesões mais frequentes. Neste artigo vamos focar-nos no ténis.  A maioria das lesões associadas à pratica de ténis surgem nos cotovelos (cotovelo do tenista), pulsos, ombros e costas. Grande parte destas lesões aparecem por défices de força e técnica. Défices de força nas estruturas que devem gerar força em cada uma das diferentes pancadas e défices de técnica que resultam numa utilização errada e sobrecarregada de estruturas que devemos proteger. Se analisarmos o serviço verificamos que a maioria dos praticantes usa em demasia o ombro para servir, para gerar força, o que provoca normalmente lesões nesta estrutura.

No serviço a maioria da força deve ser gerado pelos MI (pernas) e pelo tronco. O mesmo se aplica na pancada de direita e esquerda. Daí ser importante aperfeiçoar a técnica para retirar pressão às estruturas mais distais como são o ombro, o cotovelo e os pulsos. Neste sentido um  programa de prevenção de lesões deve ter uma forte componente de exercícios de aperfeiçoamento técnico das diferentes pancadas do ténis bem como exercícios de fortalecimento dos músculos que geram potência e estabilidade. O objectivo deverá ser o de melhorar a utilização da cadeia cinética protegendo as estruturas e melhorando a eficácia do movimento. Quer saber como?

Quer saber qual o melhor programa para si?

Contacte-nos para ter o programa ajustado às suas necessidades.

Texto Ricardo Amorim