Evolve Fitness Concept

Treino metabólico, O que é? E como podemos potenciá-lo

Atualmente ouvimos muito a ideia de que um treino para emagrecer e queimar gordura, o ideal é fazer muito cardio e para ganhar massa muscular é fazer treinos de musculação. Mas e se conseguir combinar o benefício de ambos, queimar gordura e ganhar massa muscular, tudo isto em treinos curtos? É aqui que entra o treino metabólico, como treino para emagrecer. Um treino em que se pode usar o mesmo material que num treino de musculação, mas feito com uma metodologia diferente, na qual se escolhem alguns exercícios (entre 4 a 8), e se realizam com o mínimo de descanso possível até todas as séries estarem terminadas. Geralmente é composto por uma intensidade elevada, na qual o ritmo cardíaco pode variar entre 85% e os 95%, curtos descansos ou nenhuns entre exercícios, descansando apenas no final de cada série do circuito.

Segundo a personal trainer Algarve, existem variáveis fundamentais para o treino metabólico que são:

1. Batimento cardíaco elevado

Uma das principais características do treinamento metabólico, é que ele mantém o batimento cardíaco mais elevado, durante um bom período de tempo. Isso se deve ao fato de que com um treino mais intenso, o corpo precisa de mais suprimento sanguíneo. Por isso, o coração acelera seus batimentos, para garantir o mesmo.

2.  Treinos intensos e curtos

No geral, os treinos de ordem mais metabólica, tem menos intervalos de descanso e séries mais longas. No contexto geral, eles são mais curtos, porém, altamente intensos. Não que o mesmo não possa ocorrer com os tensionais, mas no caso dos metabólicos, isso é mais comum.

3. Tempo total de tensão mais alto

Se temos séries mais longas, é natural que tenhamos mais tempo de tensão total em cada exercício. Com isso, temos um aporte sanguíneo maior (complementando o item 1) e mais microlesões teciduais.

4. Comece sempre pelos exercícios mais complexos

O objetivo do treino metabólico é chegar ao fim da série e manter uma boa técnica na execução dos exercícios. Desta forma, é imperativo que comece com os exercícios que exigem maior esforço numa fase inicial de ronda. Neste sentido, os exercícios devem ser realizados por ordem decrescente de dificuldade, começando pelos mais complexos e acabando com os mais simples.

 

5. Treine até á falha

Queremos com isto dizer que, se decidir seguir a nossa dica com este tipo de treino para emagrecer, o objetivo é sentir-se cansado no final do treino. Não queremos dizer que não se consiga mexer no final da sessão, mas tem que ter uma sensação muscular e cardíaca de que o esforço foi grande e deu tudo o que tinha a dar no treino. Só desta forma se pode considerar um treino metabólico, e só assim terá os benefícios deste treino, de forma a ter os resultados que tanto deseja.

O que é muito importante entender, desde o primeiro momento, é que o treino metabólico deve ser pensado e utilizado, de acordo com o que sua periodização preconiza.

Caso contrário, ele não terá tanto efeito. Além disso, muitas pessoas acreditam que pelo fato de este utilizar menos carga total, qualquer um possa fazê-lo.

Mesmo que você queira apenas emagrecer, é fundamental que haja um período de base para que você tenha melhores resultados e segurança. O treino metabólico traz para o corpo, uma carga total bastante acentuada. Por isso, pessoas destreinadas, ou que estejam em início do processo de treino, precisam ter muito cuidado com as intensidades mais elevadas e procurar sempre o aconselhamento de um profissional especializado na área.

Nós podemos dar a ajuda que você precisa, Contacte-nos!

Texto de Laura Sousa